Arquivo mensal: junho 2014

O GRANDE MESTRE

Admirável mundo novo

Ponderei muito antes de escrever sobre esse assunto, porque se trata de algo muito delicado, já que envolve valores e crenças que atingem a maioria absoluta das pessoas no mundo ocidental, além de já haver muitos adeptos também em grande parte dos países orientais. Tentarei colocar meus questionamentos de forma respeitosa, embora sejam questionamentos polêmicos. Posso estar errado em algumas de minhas colocações, sendo cristianismo-mundoassim, aceitarei de bom grado que me corrijam, mas que as correções sejam factuais e históricas e não baseadas em crenças e dogmas. Embora isso já esteja bem avisado no alto de cada página do blog, vou repetir: não aceitarei pregações e muito menos lições de moral. Estou abrindo esse assunto à discussão para que pessoas sensatas e que estejam buscando a verdade dos fatos, façam também suas colocações. Busco conversar com ‘seguidores’ dos ensinamentos do Mestre e não com ‘adoradores’ do Mestre, pois estes últimos gostam de levar as coisas para o lado fanático e dogmático. De adoradores o mundo está cheio. E o Inferno também.


jesus-7Ênfase no sofrimento e na dor

Sempre me pergunto o porquê de um dos grandes Mestres da humanidade estar sempre representado pregado numa cruz, todo ensanguentado e com uma expressão de sofrimento e dor. Em quase todas as igrejas e locais de culto, dá-se muita ênfase aos momentos de maior sofrimento. Imagens das via sacraviasacra estão em pinturas pelas paredes, nos vitrais, em obras de arte e até em locais geográficos, como no caso da Basílica em Aparecida do Norte/SP onde há um morro em que as 14 estações da via sacra estão representados como pontos de meditação durante a subida. Há um morro com essas mesmas características também em Guaramirim/SC e creio que deve haver muitos outros, tanto no Brasil como em outros pontos do mundo. O que eu sempre questiono é: por que se dá tanta ênfase ao sofrimento e à dor? Por que são mostradas imagens e gravuras de Jesus na cruz todo santa-ceia1ensanguentado? Por que se fazem super produções televisivas e cinematográficas sempre colocando a ênfase no sofrimento e na dor, mostrando sempre a via sacra e toda a dor e sofrimento do Mestre? Por que não se utilizam imagens e gravuras em que o Mestre aparece em seus momentos de maior glória? Em uma igreja vemos apenas um quadro da Santa Ceia e quatorze quadros ou pinturas mostrando sofrimento e dor. Resposta: Engenharia do Consentimento.


 Lincoln_MemorialUm grande estadista

Veja por exemplo, o caso de Abraham Lincoln. Sempre que você encontra uma foto ou uma estátua dele, ele está representado no momento de sua maior glória, sentado na cadeira presidencial. Não há dúvidas de que ele foi um grande estadista um dos mais notáveis, senão o mais notável dosjesus-5 presidentes dos EUA e as homenagens a ele são merecidas. Raramente se vê, a não ser em alguma matéria muito específica, fotos ou imagens dele morto, morrendo, ou sendo assassinado. Também não vemos fotos dele todo ensanguentado. Não se utiliza uma foto ou gravura de Abraham Lincoln com um tiro na cabeça como representação do grande homem de estado e governante que ele foi. Então por que que um dos maiores Mestres que a humanidade já teve é sempre representado no momento em que estava sendo punido? Por que é que se utiliza uma gravura do Mestre portando uma coroa de espinhos e muito sangue além de uma expressão de dor e sofrimento, para representar a grandeza de seus ensinamentos? jesus-4Por que se fazem grandes produções, sempre colocando o foco na parte da vida do mestre em que ele estava sofrendo as consequências de ter sido apanhado pelo Império? Por que é que nas igrejas se dá tanta ênfase à via sacra? Por que é que nas igrejas não são colocadas imagens representativas de seus momentos mais memoráveis, quando ele andava com os apóstolos e conversava com as pessoas? Resposta: Engenharia do consentimento.


jesus-2Humildade ou humilhação?

Aquele que se humilhar será exaltado. Isso também é treinamento para escravos. Uma excelente maneira de se condicionar escravos é convencê-los de que seu principal mestre religioso também se comportou como um, ou seja, aceitou de vontade própria ser humilhado pelo Império perante às pessoas. Dessa forma, confundem humildade com humilhação. Há uma distância astronômica entre esses dois conceitos. Humildade é uma virtude que só os bravos tem, já humilhação é uma forma de violência fisica e emocional que se pratica contra alguém. Um Grande Mestre como foi Jesus, com certeza sabia muito bem a diferença de conceitos. Ele não ensinou ninguém a se humilhar, mas acabou deixando como exemplo com a própria vida, o que é ser humilhado por um Império. Ele jamais praticou ou aconselhou a auto flagelação ou a prática de violência física jesus-diante-de-pilatoshumilhante contra si mesmo. Ele jamais ensinou que deixar-se humilhar é uma virtude. Humildade caminha junto com a dignidade e é absolutamente incompatível com humilhação. O humilde olha nos olhos do outro, não olha por cima e nem tampouco olha de baixo. Olhar por cima é prepotência, olhar de baixo é subserviência. Obviamente que os que detém o poder souberam muito bem como fazer uso adequado dessa sutileza e confundiram os conceitos.  Engenharia do consentimento aplicada à psicologia de massas.


jesus-8Ele morreu por nós?

Essa é mais uma grande mentira, manipulação descarada dos fatos. Uma mentira que serve muito bem aos propósitos dos que detém o poder, pois aumenta e reforça o sentimento de culpa nas pessoas. Aumenta o complexo de inferioridade. Aumenta o conformismo. A nível subconsciente as pessoas se sentem inferiorizadas de saber que ‘alguém morreu por elas’. Faz parte da engenharia. A ideia de que alguém livrou as pessoas de todos os seus pecados, torna-as livres para pecarem mais. Por natureza, as pessoas tem uma doença que é extremamente assustadora para os que detém o poder e essa doença chama-se: Inibição doentia contra a matança e a tortura”. Aceitar o fato de que alguém morreu por elas torna-as menos doentes, a inibição diminui e as pessoas passam a achar mais natural matar ou torturar. É a Engenharia do Consentimento eficientemente aplicada.


spartacusE o Império quase se ajoelhou

Ele morreu porque incomodou o império, tanto que 14 leis foram desrespeitadas para que ele fosse morto o mais rápido possível. Ele representava um grande perigo para o Império. O Império já estava ‘escaldado’, afinal faziam só cem anos que um escravo chamado Spartacus tinha quase colocado Roma de joelhos. Cinco legiões inteiras de soldados treinados foram dizimadas por um bando de escravos rebelados. Então é claro que o Império estava de orelhas em pé. Qualquer pequeno rumor já era suficiente para se acusar dois ou três de crimes de sedição e executá-los pronta e exemplarmente. E com o mestre não foi diferente. Do ponto de vista do Império ele era apenas ‘mais um’ dentre tantos proselitistas e revoltosos com que o Império tinha que lidar quase que diariamente. Apesar de ser apenas mais um, ele era bem perigoso para o Império. Não demorou muito para que sua morte fosse convenientemente aproveitada pelos que detém o poder. Engenharia do consentimento aplicada no momento histórico certo.


sermao_da_montanha1Inconsistências absurdas

Outra grande obra prima da engenharia do consentimento é um conjunto de falas ‘atribuídas’ ao mestre, conhecidas como “Sermão da Montanha’. Se aceitarmos que o mestre realmente falou tudo o que está escrito no tal sermão, então há aí uma inconsistência: O Mestre era contra a escravidão e suas mensagens eram transmitidas justamente aos menos favorecidos, aos oprimidos pelo Império. Então como é que ele pode ter feito um discurso que em grande parte é escravagista? Um discurso que é praticamente um conjunto de preceitos para tornar os ‘escravos’ melhores escravos, mais obedientes, mais mansos, mais conformados, menos revoltados, menos predispostos a lutar contra o Império? Então podemos deduzir que o mestre era um agente do império? E se ele trabalhava a favor IMPÉRIO ROMANOdo império, então por que é que o mesmo império considerou os discursos do mestre tão ameaçadores e perigosos, a ponto de desrespeitarem 14 leis e executá-lo o mais rápido possível? E se admitirmos que o mestre era contra o Império, era contra a escravidão e opressão, então temos que deduzir que ele jamais diria ‘bem aventurados os mansos’ ou ‘bem aventurados os pobres de espírito’ ou ainda, ‘ofereça a outra face’. Isso é discurso para se educar escravos e não para homens que estão sendo oprimidos por um império e precisam adotar procedimentos para conquistar sua liberdade, mesmo que isso implique em luta armada. Então, caro leitor, perceba que basta se fazer duas ou três perguntas, e nospilatos-lava-as-mãos deparamos com uma quantidade absurda de inconsistências. E de inconsistências absurdas. A engenharia consiste em elaborar um texto 80/20, isto é, com 80% de informações corretas e consistentes e 20% de informações manipuladas. Esses 20%, além de serem endossados pelos 80% corretos, passam despercebidos, principalmente pelos ‘fanáticos religiosos’ e pelos ‘adoradores’, aqueles que não pensam, não raciocinam, só obedecem. Mas para os que pensam, esses 20% causam no mínimo, uma dissonância cognitiva, pois são opostos à causa. Resumindo: Se o mestre era a favor da causa e contra o império, ele jamais seria o autor de muitas das falas que a ele são atribuídas. E se ele era contra a causa e a favor do império, então ele pode muito bem ter sido o autor das falas mas jamais seria executado por crime de sedição, porque então estaria trabalhando para o Império.


Jesus-0Ele voltará?

Essa história da ‘volta de Jesus’ tem uma inconsistência muito grave. Falta um parâmetro: o tempo, ou seja, quando. Quando isso irá acontecer? Em dez anos? Em cem anos. Em mil anos? Em Dez mil anos? E o que faremos enquanto isso não acontece? Ficaremos de braços cruzados esperando, já que quando Ele voltar, ele irá resolver tudo num passe de mágica? Irá instalar o Paraíso na Terra? Há séculos que se diz que Ele voltará! E continuarão dizendo isso por mais dezenas ou centenas de séculos, a não ser que o ‘poder instalado’ mude de mahatma-gandhi-anarchist-libertarian-1estratégia. Quem sabe ele já não tenha voltado e caminhado no meio de nós e ninguém percebeu, pois a expectativa de sua volta muda o foco da atenção. quem sabe ele não tenha sido um Martin Luther King, ou um Nelson Mandela ou ainda um Mahatma Gandhi? E se caso ele tivesse vindo como uma dessas pessoas, certamente o fanatismo religioso jamais admitiria. O fato é que estamos tão cegados pelas manipulações do poder dominante, que se o Mestre estivesse nesse momento, caminhando entre nós, nós não o reconheceríamos.


jesus-6.cutEnsinamentos do Mestre

Este foi o artigo mais difícil de escrever, não pelo texto ou pelas ilustrações, mas pela decisão de se falar de algo tão polêmico e controverso. Usei a palavra ‘Mestre’ em lugar da palavra ‘Jesus’, porque é assim que eu o considero: um Mestre. Ele deixou ensinamentos valiosos para a humanidade, mas boa parte de seus ensinamentos foram distorcidos e adaptados para servir aos interesses dos que detém o poder. Quase tudo o que está escrito nos evangelhos não corresponde ao que ele realmente fez ou falou. A estrutura religiosa, em lugar de formar ‘seguidores’ dos ensinamentos do Mestre, cria uma legião de ‘adoradores’ que nada fazem a não ser ‘adorar’, mas quando perguntados sobre os ensinamentos, nada sabem ou se sabem não praticam. E porque é que não praticam? Resposta: Engenharia do Consentimento.


LUZ E TREVAS

Primeira Diretiva  x  Poder

Desde quando eu era criança que eu escuto uma afirmação, geralmente feita por pessoas religiosas fanáticas que não pensam e nem fazem uso da razão: “O Mestre voltará”. Quando ele voltar, não haverá mais guerras, nem fome nem miséria. O Paraíso será instalado na Terra. As pessoas que falam isso não se dão conta de que falta um parâmetro nessa equação: Quando? Quando isso irá acontecer? Em dois anos? Em dez anos? Em cem anos? Em mil anos? Em dez mil anos? Essas pessoas costumam ficar furiosas quando eu pergunto isso, e então eu faço mais algumas perguntas: E o que eu faço enquanto o Mestre não volta? – Fico de braços cruzados esperando? Não preciso fazer nada para melhorar o mundo em que vivemos? Acho que não, né? Mas essas mesmas pessoas também não se dão conta de que um Mestre, seja ele quem for, jamais irá desrespeitar a ‘Primeira diretiva’. A menos que elas estejam esperando por um ‘Ditador Celestial’. Será?


luz-e-trevasLuz e trevas

O pessoal da ‘luz’ (Mestres Ascencionados e seus auxiliares) tem um compromisso de respeito com a ‘Primeira Diretiva’ de não interferência no livre arbítrio e na auto determinação dos povos. Já o pessoal das ‘trevas’ ou ‘negativos’ que são os que que estão no comando aqui no planeta, tem apenas uma diretiva que eles levam muito à sério: Poder. O povo da luz precisa desesperadamente de voluntários e o povo das trevas tem escravos de sobra. Então percebe-se que há um desequilíbrio de forças. Cada vez que o povo da luz manda alguém aqui para ajudar, para nos despertar, o que acontece? O som que você ouve no vídeo abaixo explica tudo.



oditador (1)Ditador Celestial

Por mais que as pessoas pensem (e queiram) que um Mestre Ascencionado venha aqui no planeta e resolva tudo como que por encanto, num passe de mágica, isso jamais irá acontecer. A menos que eles fossem ‘ditadores celestiais’, nesse caso poderiam chegar aqui e ‘impor’ a ordem com ‘mão de ferro’. Obviamente que aí não seriam Mestres Ascencionados. Já os negativos não teriam o menor problema em implantar uma ditadura e governar com mão de ferro. Na verdade, eles já fazem isso, mas escolheram uma metodologia mais branda para tal. Separaram a população do planeta em dois grandes grupos.


dharavi1O grupo da fome

O primeiro é o grupo dos ‘passa fome’. São pessoas que trabalham dezesseis horas por dia, comem apenas um prato de comida ao dia e moram em habitações sub humanas. Recebem menos de dois dólares ao dia para produzirem os brinquedinhos eletrônicos que serão utilizados pelo outro grupo, a classe média. Não tem a menor perspectiva de progredir e conquistar uma vida melhor, pois já foram convenientemente condicionados a acreditar que fazem parte de uma casta inferior e que seu papel no mundo é o de escravos. A eles é negado até mesmo o direito de estudar. Nascem, crescem, vivem e morrem unicamente para trabalhar.


 minha_casa_minha_vidaO grupo do ‘ter’

O segundo grupo é a classe média. São os que consomem tudo o que é produzido pelas grandes corporações utilizando a mão de obra de ‘escravos consentidos’. Esse grupo é manipulado de uma forma insidiosa pelos negativos, que os faz acreditar que a felicidade está em ‘consumir’. Convence-os de que ‘ter é mais importante do que ser’. E na busca pelo ‘ter’ eles se tornam cada vez mais endividados. Os que compõem esse grupo não percebem que eles não ‘tem’ coisa alguma, pois quase tudo o que possuem na verdade pertence aos bancos e às financeiras que são os ‘tentáculos’ dos negativos. Através do estímulo a um endividamento cada vez maior e com a utilização de uma estrutura de juros que torna boa parte das dívidas praticamente impagáveis, eles tem o segundo grupo totalmente sob controle.


 smartphonecrowdedtrainSubgrupos: os on-liners

Para manter esse grupo na mais completa ignorância de sua própria situação, o pessoal das trevas engendra todo um sistema de distrações e futilidades, através de um de seus tentáculos, a mídia. Esportes de competição, novelas, filmes do tipo besteirol, péssima música. E a última invenção dos ‘negativos’ está funcionando de vento em popa: os on-liners! Pessoas que ficam quase que cem por cento do tempo conectados e totalmente dependentes de seus dispositivos ‘móveis’ (celulares, smartphones, tablets). As pessoas já não se conversam mais, caminham na rua, se alimentam, viajam e até trabalham (pasmem) olhando para seus aparelhos sem nunca se desconectar. Excelente maneira de manter todos alienados. E para que tudo isso seja aceito ‘numa boa’, os negativos’ corrompem sistematicamente os valores morais e familiares do grupo dividindo-o em vários sub grupos através da disseminação de conceitos opostos e conflitantes.


MaquiavelOpostos e conflitantes

Ateu e deísta, criacionista e evolucionista, espiritualista e materialista, gnósticos e agnósticos, políticos e apolíticos, situacionistas e oposicionistas, tradicionalistas e modernistas e muitos outros ‘istas’ e ‘ismos’. E para aqueles que não se encaixam em nenhuma das anteriores, os negativos ardilosamente criaram e alimentaram alguns ‘rótulos’ depreciativos que fazem com que eles se sintam um ‘peixe fora d’água’ por não fazerem parte dos sub grupos acima. ‘Teóricos da Conspiração’ e ‘Adeptos da Nova Era’. Assim os negativos mantém as pessoas em permanente conflito umas com as outras e enquanto elas ficam discutindo ‘o sexo dos anjos’, não percebem que quem está fomentando toda essa discussão está nos bastidores rindo aos montes (e lucrando com isso, é claro).


Aprovacao-compulsoriaPéssimo ensino

Faz parte também da estratégia dos negativos para manter ambos os grupos ‘travados’, um na fome e outro na busca pelo ‘ter’ cada vez mais, a disseminação da desinformação bem como o ‘emburrecimento’ da população através da degradação na qualidade do ensino. Utilizam também o ensino religioso para transmitir conceitos equivocados à população e assim mantê-la subserviente. A religião passa o conceito de que as pessoas são todas pecadoras, imundas e desmerecedoras das ‘graças divinas’ e a ciência passa-lhes o conceito de que as pessoas utilizam apenas 10% de sua cabeça animal. o objetivo é manter as pessoas com uma baixíssima autoestima e conformadas com a condição de escravas. E funciona!


deus_thumb[5]Golpe de Mestre

O verdadeiro golpe de mestre dos negativos é a confusão que criaram na cabeça das pessoas com relação ao tal do ‘Deus’. Um deus que tem um ‘povo escolhido’ e que se trata portanto, de um deus racista e que fomenta a discriminação. Um deus que dizima toda a população de uma porção de terra para entregar ao seu povo escolhido e que se trata portanto, de um deus genocida e que fomenta guerras e destruição. Um deus que endurece o coração dos seus ‘oponentes’ para que seja maior a sua glória, e que se trata portanto, de um deus maquiavélico e megalomaníaco e que fomenta o que há de pior em cada ser humano. Um deus que exige adoração e é ciumento e vingativo e que se trata portanto, de um deus ‘adolescente mal resolvido’, temperamental e com crises de humor. Não consigo ver nada nesse deus (com ‘d’ minúsculo) que possa fazer com que eu acredite que ele é um Deus (com ‘D’ maiúsculo). Podem chamar a isso do que quiserem, até de ET, menos de Deus. E as pessoas, confusas, pensam que esse é o mesmo deus benevolente e de puro amor. E conduzem suas vidas acreditando na ‘benevolência’ desse deus.


shadow-people2Exploração multidimensional

Os negativos a que eu me refiro são multidimensionais. Nesta dimensão (física) são representados pelas grandes corporações e na outra dimensão (espiritual) são os seres que vem perturbar as pessoas durante o sono, roubando-lhes sua energia vital (chi). Na dimensão física, exploram as pessoas fisicamente exigindo-lhes muitas horas de trabalho e pagando-lhes salários aviltantes. É aí que as pessoas são condicionadas a dar muito mais do que recebem. Dão sua energia vital e orgânica e, por conta disso, são acometidas de várias doenças e envelhecem muito mais cedo do que deveriam, pois são literalmente sugadas. Veja mais detalhes em NÓS O POVO! Durante à noite são sugadas em seus leitos enquanto dormem, ou seja, as pessoas são duplamente sugadas. Vide meus artigos O GRANDE EQUÍVOCO e ENERGIA VITAL para mais detalhes. Para garantir que sempre haverá um bom estoque de energia negativa à sua disposição, os negativos fomentam guerras, morticínios, tragédias de todo o tipo, escravidão e miséria, muita miséria. Percebe, caro leitor, que quem está no comando do planeta são os negativos? Sua rede de poder se estende por todo o planeta e é multidimensional.


homem_lendoComo se defender disso tudo?

Para se defender, a primeira coisa de que as pessoas precisam se livrar é da ‘visão romântica da vida’. Precisam parar de acreditar que alguém virá e irá consertar tudo num passe de mágica. Precisam começar a entender como o ‘sistema funciona’. Só assim saberão se defender. Do contrário continuarão sendo exploradas e ainda por cima achando que estão ganhando com isso. No meu artigo NÓS O POVO, em sua segunda metade, há um conjunto de procedimentos que deveria ser adotado por todas as pessoas que querem viver plenamente e não mais serem escravas do sistema. Reproduzo aqui somente o último parágrafo.

Lembre-se:

Todas as vezes que pessoas tentaram se organizar em grupos, foram derrotadas. Todos os grupos foram esmagados. Toda vez que uma pessoa sozinha tentou agregar outras pessoas à sua volta em torno de uma causa, a pessoa foi presa e o grupo foi dissolvido sob acusações de crimes diversos, prostituição, orgias, uso e tráfico de drogas, espionagem, etc. Basta que as ações do grupo comecem a incomodar o ‘Sistema’. A História nos mostra que esse é o caminho errado. O melhor caminho é a conversa pessoa a pessoa, no máximo pequenos grupos de 20 ou 30. Não pode existir um líder ou alguém que articula as ações. A ação deve acontecer em células, compostas por numero reduzido de pessoas, espalhadas por todos os lugares, sem que haja um responsável que possa ser facilmente rastreado. Internet é a melhor ferramenta para isso. Esqueça as ONGs, instituições e grupos com grande número de pessoas. Nesses grupos sempre haverá um ou mais espiões. Além disso, podem ser facilmente dissolvidos. Inquisição não acabou, apenas mudou seu ‘modus operandi’. Hoje as pessoas não são mais enviadas às fogueiras para serem queimadas, eles simplesmente desaparecem, assassinadas ou suicidadas. Portanto, tenha cuidado.


DIVIDE TO REIGN

divide-and-conquer-2Who wins? Who loses?

This is the main objective of the ‘system’. Create dichotomies, opposing opinions, put people on opposite sides to remain in struggling. While people battle it out, fail to see the reality. Not realize they are being manipulated. While discussing if the story of the Garden of Eden is true or not, if it has theological or scientific basis, they do not realize that the three psychological scraps‘ are already inserted deep into their subconscious minds and are already suffering the effects ofprogramming since they were or four years old. While people fight fiercely to defend its side’ of the issue, the ‘system’ profits, and profits greatly.


Irlanda do Norte, Barack Obama, Católicos, Protestantes-Fe-em-JesusThe X and Y of the matter

Atheists want to prove to the religious that God does not exist. Religious want to prove to Atheists that God exists. Materialists want to prove that there is not a spiritual reality. Spiritualists want to prove that materialism is wrong. Muslims want to prove that Muhammad is the true Messiah. Christians want to shove down the throats of everyone else that only the religion of Jesus is correct. Meanwhile, the ‘system’ profits, and profits greatly.


vote-for-nobodyAll are good, but no pay!

In politics, it is offered to cattle, I mean, the people, three or four candidates and voila! Immediately formed groups of defenders of this or that candidate and the fight becomes fierce. One group argues that their candidate is the best because it is intact and not put anything in the pocket’. The other group argues that their candidate will end up with problems all a’ instead. Also the other argues that their candidate is a man who has acted in several fields’. And everyone has the vain illusion that things will change for the better if their candidate is elected. Meanwhile, the ‘system’ profits, and profits greatly.


The Illusion of Free Choice democrats republicansNo matter who wins

And who wins? No matter whether A, B or C, it will remain the same. None, I repeat, no government in any country is above the power structure that really rule the world, not even the U.S. constituted government. All them are submissive to that structure. Therefore, it is futile discussing whether party A is better than B, if democracy or dictatorship, if military or civilian, if Jeff or Jack or if Democrats or Republicans. Whatever the duck(yes, duck), he takes office, will have to follow the playbook dictated by the global power structure, a structure that is present on the entire the planet and that has no homeland, although its main HQ (headquarters) are in U.S. territory. Meanwhile, the ‘system’ profits, and profits greatly.


MaquiavelAncient structure

This structure is ancient and has always used this strategy, divide and rule’. What we have to fight is this structure, and this will only be possible, waking up’ the greatest possible number of people to this reality. Everything else is pure discussing for nothingthat leads nowhere and the ‘system’ loves it because it people occupied and ignorant of who really encourages’ it all. Meanwhile, the ‘system’ profits, and profits greatly.


croc_duckCrocodiles, ducks and sheep

I used the word duck’ because it’s really what happens, rulers are ducks’ traveling in the territory of crocodiles’. And we the people are merely sheep, cattle. And the farmers, who control the cattle, are those represented by the black triangle, the yellow triangle and the red trapezoid in the figure below. Governments and religions are mere instruments of control, to keep the cattle in their place. So fight or overthrow governments, establish new governments or religions fight, is absolutely futile. Sheer waste of time and focus. Meanwhile, the ‘system’ profits, and profits greatly.


divide-and-conquerWhat can we do?

The only thing we can do is wake up, understand how the system works’ and how we can defend ourselves. And once awake, trying to wake the largest possible number of people, our friends, our family, our loved ones. It is a hard work, because of the very efficient brainwashing imposed by the system on all of us (engineering of consent). If you have tried to show your friend or your brother, a different way of seeing things, you know what I mean. The resistance is fierce. People will defend the current state of affairs tooth and nail, even if it costs breakups and enmities. See at end of article WE THE PEOPLE!an important recommendation on how to disseminate relevant information.

Related Articles (worth reading)

THE CHIEF AND THE SHAMAN

WHO REALLY SPOILS EVERYTHING?

 


SONHOS INCOMUNS

Avistamentos dimensionais?

OBS. TODAS AS FOTOS SÃO MERAMENTE ILUSTRATIVAS

onibus1De Porto Alegre a Chapecó – 1965 (Avistamento?)
(Um OVNI entra no ônibus)

A primeira experiência de que tenho lembrança ocorreu quando eu tinha cinco anos de idade. Eu estava numa viagem de ônibus entre Porto Alegre e Chapecó/SC em 1965. Lembro-me de estar sentado em um dos assentos na parte de trás do ônibus, de forma que olhando para a frente eu tinha uma visão muito parecida com a da foto ao lado. É muito difícil saber se eu estava acordado ou dormindo e se o que eu vi foi sonho ou foi real, afinal, quando somos muito crianças, nós estamos conscientes mas não temos consciência disso. Era noite, e já estávamos viajando há algumas horas. De repente, do lado esquerdo, umas quatro carreiras de poltronas à frente de onde eu estava, vejo um objeto muito semelhante ao que se vê na foto acima. Ele ‘entrou’ vagarosamente no interior do ônibus, e ficou pairando um pouco acima das poltronas, bem acima da cabeça de duas mulheres que ocupavam as mesmas poltronas. Lembro-me claramente que as mulheres, que estavam acordadas e conversando, se assustaram com a presença do objeto acima de suas cabeças. Lembro-me de ter visto ambas se abaixarem assustadas e uma disse para a outra algo como: O que será isso? Logo em seguida o objeto recuou saindo vagarosamente da mesma forma que entrou. Um detalhe que me lembro muito bem é que o objeto não entrou totalmente, ficando cerca de dois terços para dentro do ônibus. Nunca esqueci essa visão, mesmo já tendo se passado quase cinquenta anos. A foto acima, montada com recursos de altíssima tecnologia (Paint) dá uma ideia aproximada do que eu vi.


Ufo_hoveringSão Paulo 1972 a 1977
(De carona num OVNI)

Nesse período,tive sonhos frequentes, muito seguidos, em que eu participava de ativi- dades e reuniões com outras pessoas, em lugares diversos como Berna, Moscou, Le- ningrado e outros nomes dos quais já não me lembro mais. O interessante é que após terminadas as atividades, eu era trazido de volta à minha casa, em uma nave de pequeno tamanho, com tripulação reduzida, no máximo dois homens ou um homem e uma mulher, além de mim, é claro. Não sei qual a razão disso, mas o fato é que ‘eles’ me deixavam em um local, cerca de 600m de onde eu morava em São Paulo, e o restante do caminho eu fazia a pé. Todas as vezes em que isso acontecia, lembro-me claramente que a nave ficava pairando a cerca de um metro do solo, enquanto eu me despedia dos ‘amigos’ e então eles iam embora e eu me dirigia à minha casa caminhando, inicialmente pela Avenida e depois pela rua onde ficava minha casa até chegar ao portão da mesma. Então eu acordava. Como isso se repetia com frequência, a cada vez eu chegava mais perto de ‘mim mesmo’. No começo eu acordava quando estava a 10268457_740570042632345_72084421671742824_ncerca de 50m de casa. Depois comecei a acordar no momento em que chegava ao portão de casa. Depois, além de passar pelo portão, percorria um longo corredor (15m) até a porta principal da casa. Depois de um tempo, além de chegar à porta principal e entrar por ela, eu conseguia avistar a porta de meu quarto e então acordava. O mais emocionante foi uma vez em que eu cheguei até a porta de meu quarto e olhei para mim mesmo deitado na cama e acordei. Antes que alguém pergunte, não, não me lembro do durante, apenas das ‘reuniões’ muito vagamente e dos momentos finais, quando eu descia da ‘nave’, me despedia dos ‘amigos’ e seguia para casa. Em todos os sonhos desse tipo, minha impressão geral era muito boa, sentia-me muito bem, tanto durante o sonho como depois de acordado, no decorrer do dia.


disco-voador-clareiraSão Paulo, 1979?
(Reunião em um OVNI)

Ao pesquisar imagens para ilustrar este artigo, me deparei com a foto ao lado, e então me lembrei desse sonho em particular, não me lembro o ano. Estava a caminhar por uma estrada quando me deparei com uma jovem na beira do caminho, próximo a uma área desabitada e ainda com muita vegetação densa (arbustos). A moça me convida para acompanhá-la e em seguida entramos por uma trilha no meio dos arbustos até chegarmos a uma clareira, cerca de 300m longe da estrada. Lá estava uma nave pousada. Entramos na nave e em seu interior mago53-horzhavia algumas pessoas. Lembro-me de um rapaz de barba e bigode (olha ele aí ao lado, lembram-se?) que estava sentado à uma mesa como se ali fosse um escritório e ele estivesse fazendo algum tipo de trabalho. Outro rapaz que também estava no interior da nave veio até nós (eu e a moça) e ambos começaram a me mostrar alguns símbolos e desenhos em uma tela LCD que ocupava quase uma parede inteira, como essa da foto. Ficamos ali por algum tempo ufo-houseconversando e quando a reunião terminou, a moça me levou de volta pelo mesmo caminho até a estrada onde tínhamos nos encontrado. Nos despedimos e lembro-me de vê-la voltando para a nave pela trilha entre os arbustos enquanto eu tomei o caminho de casa. Logo a seguir eumaiortvdomundo2_logicadamente_thumb3 me acordei. Não, não lembro do conteúdo das conversas, nem lembro dos símbolos e desenhos que vi na tela na parede. Um detalhe desse sonho é que na época em que eu sonhei já se sonhava com telas de LCD, isso já era um assunto de publicação em revistas especializadas de eletrônica mas essa tecnologia só chegou cerca de 20 anos depois e telas do tamanho daquela que eu vi, anda são raras.


ufo-over-houseSão Paulo, 1981 – Esse não foi sonho
(Um OVNI em cima da casa?)

Eu morava em uma casa no bairro do Tatuapé, próximo à marginal Tietê. Casados Há pouco tempo, já tínhamos uma filha, e a esposa estava esperando pelo segundo. Uma noite, exatamente às 1:30hs, eu e a esposa acordamos assustados com um barulho fortíssimo, muito similar ao de uma turbina de avião, mas como se o avião tivesse acabado de passar por cima de nossa casa em voo rasante. Um barulho ensurdecedor, mas de curta duração. No momento em que acordamos, ouvimos somente os dois ou três últimos segundos do barulho e todas as luzes da casa estavam acesas em brilho máximo e logo em seguida apagaram-se, mas de forma lenta como acontece quando diminuímos o brilho de uma lâmpada usando um dimmer. Eu e a esposa nos entreolhamos bastante assustados e num ímpeto, quis me levantar para ir lá fora ver o que era, mas a esposa, também num ímpeto, me agarrou fortemente abraçando-me e disse: “Num vai não! Fica aqui! Tô cum medo!” Bom, nem precisa dizer que o ‘valente’ aqui, preferiu ficar abraçadinho à esposa e voltar a dormir. No dia seguinte, questionamos os vizinhos e por incrível que pareça, ninguém tinha ouvido absolutamente nada. Ninguém a não ser uma senhora idosa que morava sozinha num quartinho no mesmo terreno. Até hoje não tenho ideia do que pode ter sido esse fato.


disco-voador-1997São Paulo 1997
(Saudades do OVNI)

Em 1997 morando em Itaquera, tive um daqueles sonhos lúcidos (esse foi extremamente lúcido). Me vi saindo da cama, indo até a o corredor externo da casa onde há uma escada e subi uns cinco degraus e fiquei olhando para o leste. Eis que aparece no céu, em baixa altitude um disco voador parecido com o da foto acima. Fez algumas manobras no ar e depois se afastou indo na direção do Bairro São Miguel Paulista que fica em direção nordeste de onde eu estava. Fez uma grande volta no céu e retornou ao ponto inicial e ficou algum tempo ali parado para que pudesse vê-lo bem. O mais interessante desse sonho, é o fortíssimo sentimento de saudade que eu senti, tão forte que praticamente chorei e depois de alguns segundos acordei. Ao acordar, meus olhos ainda estavam marejados e o sentimento de saudade era fortíssimo, como se houvesse uma forte relação de amizade ou até mesmo afetiva entre eu e os ocupantes daquele aparelho e fizesse um longo tempo que não nos víamos.


Bom, aí está um apanhado dos sonhos que tive ao longo da vida (os que eu me lembro). Há mais sonhos, inclusive alguns relativamente recentes, mas tenho poucas lembranças deles, quase não dá para se montar um relato. Mas se eu lembrar de algo relevante, com certeza farei novo relato. Muito obrigado a todos os colegas pelo incentivo.


JOGOS QUE AS PESSOAS JOGAM

Estados-de-egoESTADOS DE EGO

Para entender melhor esse assunto, temos que conhecer o que são estados de ego. Em um ser humano normal, qualquer ser humano, qualquer nacionalidade, língua, ou cultura, há sempre três estados de ego. Pai, Adulto e Criança. Como esse estudo está escrito originalmente em língua inglesa, ‘Pai’ se refere a ambos (pai e mãe, ‘parents’ em Inglês). Recomenda-se também, o estudo da Análise Transacional e Jogos que as Pessoas Jogam, ambos escritos por Eric Berne.


family+planning+2Estado de ego ‘PAI’

É o conjunto de sentimentos, pensamentos e comportamentos que adquirimos de nossos pais e de outras pessoas que foram importantes para nós. São pensamentos, sentimentos e comportamentos introjetados. Estão incluídos aí todos os ‘nãos’ que ouvimos, as limitações, a auto crítica, bem como o conceito de se estar protegido ou amparado por alguém (zona de conforto). As informações que trocamos com outros nesse estado de ego, são geralmente subjetivas e estão baseadas em nossas crenças e conceitos adquiridos. Não são necessariamente a verdade, mas a nossa verdade. Nesse estado de ego, é onde normalmente expressamos opiniões.


Adulto con sombra de niñoEstado de ego ‘ADULTO’

No estado de ego Adulto somos espontâneos e consciente de nossa capacidade de intimidade somos capazes de ver as pessoas como elas são, e não o que nós projetamos para elas. Podemos pedir informações ao invés de ficar com medo ou fazer suposições.Pegar o melhor do passado e usá-lo de forma adequada no presente integrando os aspectos positivos dos estados de ego pai e criança. Isso geralmente é chamado de Adulto integrado ou integrador. Isso significa que estamos constantemente atualizando a nós mesmos através de nossas experiências cotidianas e usando isso para nos informar. Não há espaço para conjecturas, apenas para dados concretos, dados da realidade. Nesse estado de ego, é onde normalmente falamos de fatos.


sinastriaEstado de ego ‘CRIANÇA’

Nesse estado de ego, ‘criança livre’ é como nos manifestamos em nossa essência. É aqui que somos mais verdadeiros conosco mesmos e com os outros. Mas como aqui há contaminações, acabamos por moldar nossa livre expressão no sentido de agradar ou se ajustar aos outros (criança adaptada submissa) ou contestar e se contrapor aos outros e ao ambiente (criança adaptada rebelde). É nesse estado de ego que nós invariavelmente aprendemos a manipular e chantagear os outros em favor de nossa própria sobrevivência ou para conseguir o que queremos (pequeno professor). Nesse estado de ego é onde normalmente falamos de ideias, é onde expressamos nossa essência criativa.


crianca-livreEstados predominantes

Não existe um estado de ego fixo. Nosso estado de ego varia o tempo todo entre um e outro dos estados aqui apresentados, mas obviamente há um estado predominante, dependendo da pessoa. Há pessoas que estão predominantemente no estado ‘pequeno professor’ (chantagem, manipulação), já outros estão predominantemente no estado ‘criança adaptada rebelde’ (os rebeldes sem causa). Há quem esteja sempre no estado de ego ‘criança adaptada submissa’ (os submissos, os pau-mandados). Ainda bem que há pessoas cujo estado de ego predominante é o da ‘criança livre’, são alegres e espontâneos. Também há os que estão predominantemente no estado de ego ‘pai crítico’ (os trolls, os que adoram passar lições de moral nos outros, os chatos de plantão… Aqui também se encontram os prepotentes, os dominadores, os controladores). E há também os que estão predominantemente no estado revenge-of-the-nerdsde ego ‘pai protetor’ (geralmente as mulheres, sempre pondo panos quentes aqui e ali, mas também os ‘patos’, sempre ajudando quem não merece e sendo logrados). Como não poderia faltar, há aqueles que estão no estado de ego ‘adulto’ a maior parte do tempo (os nerds). São sempre muito realistas, não relaxam e nem se descontraem, só falam de números.


mala-de-viagem-3Os inconvenientes e os irritantes

Então, caro leitor, como você pode perceber, uma pessoa normal e saudável (será que existe?) oscila de forma equilibrada entre todos os estados de ego, utilizando o estado de ego mais adequado à conveniência do momento. São pessoas que sabem o que dizer, quando dizer e como dizer. São pessoas queridas por todos porque sabem reconhecer no outro seus próprios estados de ego e, portanto, sabem como se dirigir a cada um deles e transmitir a informação, sempre de forma agradável, segura, ‘adulta’ e equilibrada. Já os inconvenientes, (ah, os inconvenientes…) falam o que não se deve falar, quando não se deve falar e de forma que não se deve falar, criando atritos desnecessários, ferindo e magoando os outros, sempre se fazendo de vítimas, manipulando e passando lições de moral. São pessoas desequilibradas, doentes, problemáticas. Em qualquer grupo, são eles que começam as discussões que se transformam em agressões e finalmente acabam em graves ofensas de parte a parte.


transação-complementarTransações complementares

Toda conversa entre duas pessoas é um conjunto de transações. Cada transação consiste de um estímulo e uma resposta. O sujeito A estimula o sujeito B e este responde ao A. Quando numa transação o estímulo e a resposta tem origem e destino nos mesmos estados de ego dos envolvidos, temos aí uma transação complementar. Por exemplo, eu estimulo o outro utilizando meu estado de ego ‘adulto’ direcionando a informação ao estado de ego ‘adulto’ do outro e o outro me responde utilizando seu estado de ego ‘adulto’ direcionando a informação ao meu estado de ego ‘adulto’ também, caso em que a troca de informações é sobre dados de realidade, dados concretos, não subjetivos. Isso é transação complementar. Outro exemplo; eu estimulo o outro utilizando meu estado de ego ‘criança livre’ e o outro me responde também utilizando seu estado de ego criança livre, caso em que eu dou uma ‘tirada’ bem humorada e o outro acha engraçado ou divertido e ri. Isso também é transação complementar. Expressão que melhor define esse tipo de transação: “Troca de ideias”.

TODAS AS TRANSAÇÕES COMPLEMENTARES SÃO SAUDÁVEIS E CONSTRUTIVAS. OS ENVOLVIDOS SEMPRE GANHAM E SEMPRE HÁ CRESCIMENTO INTELECTUAL E EMOCIONAL PARA AMBOS.


arrogante2Transações cruzadas

Transações cruzadas ocorrem quando a resposta ao estímulo vem de forma inesperada tendo origem em um estado de ego diferente daquele para o qual o estímulo foi dirigido. Exemplo: depois do sujeito B ter feito uma alegação um tanto quanto extraordinária, o sujeito A lhe pergunta: “De onde você tirou toda essa sua certeza? Pode me citar as fontes?” (estado de ego ‘adulto’ do A dirigido ao estado de ego adulto do B). Subitamente o sujeito B responde: “Ué, ficou nervosinho, é?” (estado de ego ‘pai crítico’ de B dirigido ao estado de ego ‘criança adaptada submissa’ de A). Esse tipo de transação é normalmente utilizado por pessoas que apesar de terem um bom nível intelectual, se acham detentores de uma verdade absoluta e odeiam ser questionados, pois tem um baixíssimo nível de inteligência emocional. Logo após disparar sua estupidez contra o outro, mudam novamente de estado de ego, agora para ‘pequeno professor’, e começam a tentar manipular o outro através de uma chantagem emocional: “sempre me chutam aqui neste blog, as pessoas aqui não tem educação…” – Primeiro ele desqualifica seu interlocutor, constrangendo-o e colocando-o na condição de ‘nervoso, alterado, desequilibrado’, logo em seguida ele desqualifica os demais participantes do grupo ou da Semancol_conversação, colocando-os como ‘sem educação, estúpidos’, grosseiros. Essa é a forma de atuação do TROLL, e também das pessoas arrogantes, prepotentes, dominadoras e controladoras. Expressão que melhor define esse tipo de transação: “Lição de moral”. Na verdade, “pregar moral vestido só de cuecas!”

TODAS AS TRANSAÇÕES CRUZADAS SÃO CONSTRANGEDORAS E HUMILHANTES E SEMPRE GERAM CONFLITOS, MÁGOAS, RESSENTIMENTOS E POSTERIOR AFASTAMENTO DOS ENVOLVIDOS. OS ENVOLVIDOS SEMPRE PERDEM INTELECTUALMENTE E EMOCIONALMENTE.


relogio1Transações ulteriores

Transações ulteriores são um pouco mais complexas, pois envolvem dois estados de ego ao mesmo tempo em cada interlocutor e duas mensagens são transmitidas simultaneamente na mesma transação: uma mensagem SOCIAL e uma mensagem PSICOLÓGICA, sendo esta última muito mais importante que a primeira, pois é nessa que está a ‘ISCA’, isto é, uma provocação ou insulto para chamar o outro para o ‘jogo’. A mensagem SOCIAL é apenas um disfarce, uma máscara para transportar a outra mensagem, a PSICOLÓGICA que geralmente é dissimulada, indireta, mas é a mais importante. A circunstância clássica é o ato de perguntar as horas para um recém chegado a uma aula, por exemplo. O aluno deveria chegar ás 9:00hs mas chega às 9:15hs e então o instrutor pergunta (olhando para o relógio em seu pulso): Fulano, que horas são? Além do relógio no pulso, há um enorme relógio na parede, bem em frente ao instrutor, então fica bem claro que o instrutor não quer, de fato, saber as horas, mas jogar um ‘ISCA’ para provocar, insultar o aluno, chamando o para um sórdido jogo. O aluno então responde estupidamente (mordeu a isca):  “SE EU CHEGO ATRASADO O PROBLEMA É MEU! VOCÊ NÃO TEM NADA COM ISSO!” Então o instrutor, covardemente, se esconde atrás da mensagem ‘SOCIAL’: “Que foi, cara? Tá nervoso? Eu só perguntei as horas!”


nelson-mandela-21923Mordendo a isca

Vamos destrinchar o que aconteceu: a men- sagem SOCIAL é “Que horas são?”, uma per- gunta feita do estado de ego adulto do instrutor para o estado de ego adulto do aluno e envolve dados de realidade, números (hora). Mas a mensagem PSICOLÓGICA, que é a mais importante, diz “PUTA MERDA, MEU! DE NOVO ATRASADO? NÃO VÊ QUE ASSIM VOCÊ ME ATRAPALHA E A TODOS OS DEMAIS? MANÉ!” Obviamente o instrutor não usou essas palavras mas ‘deu a entender’ através da mensagem PSICOLÓGICA,  que foi transmitida do estado de ego ‘pai crítico’ do instrutor para o estado de ego ‘criança adaptada submissa’ do aluno. O aluno morde a ISCA, fica puto da cara (ninguém gosta de ser tratado como criança) e seu estado ego muda para ‘criança adaptada rebelde’ e ele responde grosseiramente ao instrutor. Está criada uma situação de constrangimento e raiva que acabará em vingança por parte do aluno na primeira oportunidade. Esse tipo de transação, a ulterior, contém sempre segundas intenções e é utilizada normalmente por pessoas covardes que não querem assumir responsabilidade por aquilo que estão comunicando. Então usam de ‘indiretas’. Se o interlocutor morder a  ISCA e aceitar, o covarde se aproveita dele. Se morder a ISCA e contestar, o covarde se esconde atrás da mensagem SOCIAL, ou seja, o covarde sempre se sai bem e ainda passa por bom moço, enquanto que o outro fica constrangido e humilhado. chaves-e-fatima-bernardesUm outro exemplo, para ficar melhor ilustrado é o caso do sujeito que fala para o amigo: “puxa, cara! estou numa situação difícil! Está até faltando comida lá em casa”. Se o amigo morder a ISCA, irá com ele a um mercado e fará uma compra de produtos alimentícios e tudo bem, fica o dito pelo não dito e o sujeito terá comida por mais dez dias. Depois, o amigo cobra-lhe o ‘favor’ pedindo-lhe que faça algo para compensar e então o sujeito dispara: “EU NÃO LHE PEDI COISA ALGUMA, VOCÊ ME DEU PORQUE QUIS! – VOCÊ É QUE FOI NO MERCADO E COMPROU COISAS PARA MIM. – EU NÃO LHE PEDI QUE COMPRASSE!” Dissecando as mensagens: SOCIAL – situação difícil, falta comida – estado de ego adulto do sujeito para estado de ego adulto do amigo. PSICOLÓGICA – Por favor, compre uma cesta básica para mim, pois estou sem dinheiro – estado de ego ‘criança’ (pequeno professor) do sujeito para estado de ego ‘pai protetor’ do amigo.

TODAS AS TRANSAÇÕES ULTERIORES SÃO DESONESTAS. ELAS SEMPRE CONTÉM SEGUNDAS INTENÇÕES, E SÃO UTILIZADAS POR PESSOAS COVARDES QUE NÃO QUEREM ASSUMIR RESPONSABILIDADE POR AQUILO QUE COMUNICAM. SÃO O GRANDE CÂNCER DA HUMANIDADE. SÃO A PRINCIPAL CAUSA DE ATRITOS, DESENTENDIMENTOS, MAL ENTENDIDOS E CONFLITOS DE TODA ESPÉCIE.


sairfora31Como podemos nos defender?

No caso das transações cruzadas, a melhor defesa ainda é o desprezo, é dar as costas como resposta. Se, durante uma conversação, o interlocutor lhe responder ‘atravessado’, desse momento em diante a conversa não terá mais racionalidade. Esqueça. Abandone a conversa. E por falar em ‘atravessado’, minha mãe, apesar de nunca ter estudado psicologia, nem tampouco análise transacional ou jogos psicológicos, era dotada de uma sabedoria incomum. Ela sempre percebia quando um de nós (os filhos) lhe respondia atravessado e, obviamente, ela imediatamente nos aplicava um corretivo. E é exatamente isso que faltou às pessoas que fazem uso seguido de transações cruzadas: uma mãe ou um pai que lhes aplicasse um corretivo no momento certo. Então crescem achando que podem tudo e que os outros devem temê-los. Tornam-se arrogantes, prepotentes, controladores e dominadores. E quando impor medo não dá certo, apelam para a manipulação através da chantagem emocional. No fundo, são uns coitados, mal amados e carentes. Precisam desesperadamente de atenção e a única maneira que encontram para obtê-la é fazendo o papel de ‘encrenqueiros’ do pedaço.


amebaResponda apenas à pergunta

No caso das transações ulteriores, defender-se é bem mais simples. Basta responder à SOCIAL. No caso das horas, responda simplesmente: “São 9:15 (caso do exemplo citado acima). Acontece que pessoas covardes e provocadoras não se contentam com a resposta social (correta) e então provocam de novo: “Como você gosta de se fazer de desentendido, né?” Então, calmamente você diz: “Desentendido por que? Você me perguntou as horas e eu respondi. Ou você quer perguntar algo mais? Por favor, seja claro! Pergunte!” Pronto. O covarde não tem mais por onde continuar ‘inticando’, foi desmascarado! No segundo exemplo, o do pedinte, pergunte a ele incisivamente: “Você quer que eu lhe compre uma cesta básica?” Pronto! Se ele responder que sim, você compra, se responder que não, você não compra. Não sobra margens para mal-entendidos.

Espero sinceramente ter ajudado aos colegas, aos leitores e a todos os que tiverem acesso a essa leitura.


WHO REALLY SPOILS EVERYTHING?

quem_estrga_tudo

Who really spoils the world?

It is not humanity that has always made shit. Humanity is currently composed of about 7 billion and 200 million inhabitants. Those who do this shit (pollution, environmental degradation, etc.), are a few thousand, around the world. The true “owners” of the planet. They are the ones who hold the power. The others are simply cattle. To give you an idea, of this total, about 2 billion live in absolute poverty. Real misery. Survive on less than two dollars a day. And they are not beggars. Nor are panhandlers. They are employed. They work sixteen hours a day in sub human conditions to produce the toys’ that the other portion of humanity uses in their daily lives and live in slums or tin houses.


dharavi1Humanity is locked’

And this other portion, about 5 billion, the middle class is still totally locked’ in the second rung of the hierarchy of human needs according Abraham Maslow (providing shelter and food for themselves and their children, to have sex and breed) And this middle class has other problems, for example can not have sex because it is a sin, according to the structure of sexual repressionthat prevails in society for millennia And who imposed this crackdown? Those few thousand that I mentioned earlier.


1_ano_sem_dividas-ENA millenary strategy: to blame the humanity

Then assign the excesses and evils that occur on the planet is an injustice to humanity, is inhumane. The true humanity is too busy working and paying bills, working and paying bills, suffering repression of all kinds, unable to thrive because they are always buried in debt, waste their whole life working to give those few thousand obscene profits and at the end die old and sick without having really lived life. And they are accused of everything bad that happens on the planet. Incidentally, accusing mankind is a strategy that was already used for millennia, from the time of Enki and Enlil. I don’t like to mention the book’, but just take a read in Genesis to confirm this.


voce-tem-culpa-de-que_TheWhiteLightAre we guilty?

It is very convenient for those few, that we believe that we are the guilty. This is a subject that I have discussed extensively on social networks, and now here on my blog. Recently published articles, and others which I will still publish discuss exactly that. In fact, we are guilty for accepting being manipulated. We are guilty by remaining asleep. We are guilty for not seeking knowledge. We are guilty for not trying to understand how the ‘system’ works. We are guilty because we think the solution will come from heaven. We are guilty of believing that we are guilty. Time to change the game. See my article “WE THE PEOPLE!” some important tips to start changing this state of affairs.


This video is a good example of what has been told in this issue! Enjoy it!


Pyramids-voteRelated Articles:

DIVIDE TO REIGN

WE THE PEOPLE!

MUMMY’S GOD

SLAVERY PROGRAMMING

LIGHT AND DARKNESS

THE CHIEF AND THE SHAMAN

HUMAN AUTOMATION

A HIERARQUIA DAS NECESSIDADES HUMANAS (still in portuguese)


SLAVERY PROGRAMMING

apple_menos_bugs-enThe story of Creation

(Garden of Eden)

I will not tell the story here, because everyone already knows. What matters here are the psychological messages that are passed to the child upon hearing this story. This works as a program, which is implanted deep in the subconscious level of the child.


knowledge_is_dangerousFirst message: knowledge is dangerous

While Adam and Eve had no knowledge of good and evil, they lived happy’ in the Garden of Eden. They had no concerns. But from the moment they ate’ the fruit of the tree of knowledge, they were expelled from “paradise”, they were punished. This message conveys the idea that to be right with God, you must not seek, much less acquire knowledge. Also you should not question, because questioning is seeking answers and seeking answers is to seek knowledge.


 job_punishmentSecond message: the job is a punishment

Will earn your bread by the sweat of thy face. Because of this, they are very rare people who gets pleasure and personal fulfillment through their work. The majority sees the work as a necessary evil’ and work just to work. And to be consistent with their beliefs (slavery programming), they always put themselves in situations where they have to work hard, as a punishment. Their life comes down to work and pay bills, work and pay bills, work and pay bills, ad infinitum… Many people complain: Oh, if I had listened to my mother when she told me to study if I had studied today I would not have to work like a donkey..” But studying means acquiring knowledge and knowledge is dangerous, because it conflicts with the first message. So they do not study. And not studying, they do not enhance professional situation, much less their financial and economic situation. And so they keep punishing themselves.


SERPENTE FALA COM EVA_VISUAL COLORThird message: All evil came through the woman into the world

Therefore, women should be controlled, repressed and punished. Yes, because it was the woman who was there to hear the fibs’ a talking snake, and because of that, seduced Adam. In this part of the story, all the blame lies with the woman, leaving the man in the role of innocent victim. Convenient, no? Therein lies the root of chauvinism. And even the woman subconsciously think that she should be punished. That is why she gets involved in relationships that make suffering by choosing men who treat her with contempt, practicing physical and emotional violence.


fim-namoroA life of hardship and disappointments

How relationships between man and  woman can succeed with this ‘program’ the unconscious level? How can a man expect to find a woman that makes him happy, if deep (in the unconscious level), he considers she is guilty for his suffering? How a woman can expect to find the prince charming’ of their dreams, if deep (in the unconscious level) there is a slavery programming that tells her that she should be punished and controlled? And you (woman) still wonders why you only engages with the bad guys’ or the frets? And then you say, visibly frustrated, that men are all alike.


bride-shrinkNo therapy will resolve

Years later, when the child becomes an adult, not even ten, fifteen, twenty or thirty years of therapy or psychoanalysis will be enough to heal it. One will be a slave of this programming for the rest of one’s life. One will always be a problematic person, will never have good relationships, will never have good jobs and even having them, will always be mired in debt. Also one will never study or seek to understand what is happening to it, and thus find solutions, because one will be in such a committed way with their daily business that will have no time to even read a book. After all, one needs to work like a donkey to pay endless bills. Oh, I almost forgot: reading a book is the same of acquire knowledge and knowledge is dangerous, because it conflicts with the first message and, of course, displeases God. So one is condemned to be a slave ad infinitum


escravidão-religiosaRelease yourself from this prison

And this is the way how the ‘installed powerkeeps humans as slaves, controlled by a slavery programming inserted in childhood and constantly reinforced (positive reinforcement) by the sacred structure(churches. temples. etc.) that are all at the service of that power. Those who are in command have no respect about you and your needs. No matter if you live an entire life just for giving them lots of profit. No matter if you are unhappy. No matter if you get sick as you age. No matter if you die in poverty. They don’t care about you. The only thing they matter is how much profit you will give them while you are alive.