TUDO BEM, PODEMOS REENCARNAR

Você passa a vida se odiando, porque não se aceita como é?
Odiando seu corpo, porque não é exatamente como você queria que fosse? 
Negligenciando sua saúde, porque acredita em vida após a morte?
Odiando a vida que tem porque nasceu em um ambiente desfavorecido? 
Privando-se dos pequenos e grandes prazeres da vida porque sua religião disse que são pecados? 
Desvalorizando sua própria vida, uma dádiva sem igual,
porque uma certa doutrina lhe disse que essa não é a verdadeira vida,
mas que a verdadeira vida se encontra na vida espiritual, após a morte,
num tempo e lugar distante da realidade presente?
E você ainda acredita em reencarnação? Depois de uma vida inteira desperdiçada?
Reencarnar para quê? Para desperdiçar mais uma vida? Mais uma chance?


reencarnacaoA semeadura é livre

Sim, você pode reencarnar. Mas você pensa que irá reencarnar em melhores condições, em ambiente mais favorável? Ledo engano. A cada um é dado conforme suas obras. A Lei de Causa e Efeito é implacável. O que você plantar você colherá. A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória. A principal obrigação, o principal compromisso que você tem, enquanto vivo neste Planeta, é com você mesmo, com sua vida, com seu corpo. Você acha mesmo, que depois de desperdiçar uma vida, negligenciar sua saúde, odiar seu corpo, privar-se do que é bom e lícito, você irá reencarnar em melhores condições e em um ambiente mais favorável?


barco_ativistas_chinesesQuanto vale um Chinês?

Você, que nunca valorizou sua vida, pode reencarnar como um Chinês, em uma cidade litorânea qualquer daquele imenso território, e em algum momento de sua vida, ser contratado para trabalhar temporariamente em um barco de pesca, daqueles que vão para alto mar com cerca de cinquenta homens (chineses) mais uma tripulação de três ou quatro homens (donos do negócio). Permanece durante algum tempo em alto mar, pescando junto com seus colegas e quando os depósitos no porão do barco estiverem bem cheios de peixes, sabe o que acontece? Você e seus colegas de trabalho são jogados ao mar e abandonados para morrerem afogados ou comidos por tubarões enquanto os tripulantes conduzem o barco de volta ao porto para venderem a mercadoria e dividirem o lucro somente entre eles. Nova temporada de pesca, imagesnovas contratações, mais cinquenta homens (chineses) são contratados para o trabalho, novamente são abondonados em alto mar para morrerem, após terem enchido de peixes os depósitos nos porões do barco. Adam Smith em sua mais explêndida expressão. Lucro acima de tudo e de todos. Por que dividir o lucro com cinquenta chineses? Por que pagar salários, se novos trabalhadores podem ser ‘aliciados’ a cada viagem? Quanto vale um chinês? Quem dará falta de cinquenta chineses em um país de um bilhão e duzentos milhões de habitantes?


Outdoor-ambulante-choca-e-comove-ao-demonstrar-o-horror-do-tráfico-de-mulheres-2Eslavas ou escravas?

Você, que odeia seu corpo, poderá reencarnar em algum país Eslavo (Ucrânia, Albânia). Nascerá como mulher, incrivelmente bela. Quando estiver com dezoito ou dezenove anos, poderá receber uma proposta de trabalho como modelo em algum país da Europa Ocidental ou no Japão e durante a viagem, descobrirá que na verdade você foi raptada, teve seu passaporte confiscado e será vendida como mercadoria no Mercado Arizona, na Sérvia. Será comprada por um cafetão que irá levá-la para algum país da europa oriental e obrigá-la a se prostituir para que ele possa auferir grandes lucros com o seu belo corpo. E caso você não ‘renda’ o suficiente (não cumpra a meta), poderá ser jogada do quarto andar de um edifício qualquer em uma cidade qualquer. Adam Smith novamente. Lucro acima de tudo e de todos. Não deu lucro, downloadmorre. Pode ser morte por espancamento, arma branca ou de fogo ou até mesmo ser atirada do quarto ou décimo andar, tanto faz. Mas há ainda uma outro opção: pode reencarnar como mulher em algum país árabe onde é prática comum punir erros ou faltas das mulheres espancando-as até que fiquem desfiguradas ou jogando-lhes ácido no rosto. Ou talvez reencarne em um país muçulmano daqueles bem fundamentalistas e tenha que passar a vida com sua beleza escondida detro de uma burka. Enfim, o Planeta Terra oferece inúmeras opções.


8861496_Fe7YPSem prazer de viver

Você, que se priva dos pequenos e também dos grandes prazeres da vida, porque sua religião lhe convenceu de que são pecados, pode reencarnar como mulher em algum país muçulmano da África ou Oriente Médio onde é prática comum cortar o clítoris das mulheres quando estão ainda com quatro aninhos de idade. Além de viver para o resto da vida com o trauma da mutilação, você sentirá muitas dores ao urinar e ao fazer sexo. Prazer, não sentirá nenhum, nem mesmo o prazer de viver. Pode também reencarnar em alguma região da Índia onde seja comum mulheres serem estupradas e ainda serem responsabilizadas (culpadas) por terem sido estupradas. Como você pode ver, vivemos num planeta bem diversificado, o que não faltam são opções.


500fcecea62-85e2-43a9-878d-9792586b479cO inferno é aqui mesmo.

Você que passa a vida reclamando, achando que nasceu no país errado, na família errada, na condição social e econômica errada, terá a oportunidade de reencarnar em algum país do oriente médio onde é prática habitual conduzir à forca pessoas que não professam religião muçulmana. Ou você acha que ira nascer ha Holanda ou na Suécia depois de ter desperdiçado sua vida contando com a possibilidade de reencarnar?


786-curso-pratico-de-homem-bombaRios de leite e mel

Você, que passa a vida acreditando que esta vida não é importante, importante é a vida que você terá depois da morte, no plano estpiritual, poderá reencarnar em algum país do Oriente Médio, daqueles que vivem permanentemente em guerra e suas crianças são ensinadas desde cedo a manejar armas e onde adultos se voluntariam para homens bomba, acreditando que com sua morte honrada irão ter à sua disposição 72 virgens em um paraíso onde há rios de leite e mel. Quer vida melhor do que essa para depois da morte?


reincarnationHá muitos rumores ultimamente de que cientistas confirmaram a reencarnação como um fato, mas isso ainda não foi oficialmente publicado, portanto ainda não é aceito pela ‘ciência oficial’. Mas seja a reencarnação um fato ou não seja, nenhuma das duas possibilidades nos dá o direito de negligenciar a vida que estamos vivendo agora, neste tempo e lugar. Se a reencarnação for um fato, é também fato que há leis que a regem, e portanto, se você pretende que sua próxima encarnação ocorra em condições mais favoráveis, deve dar o melhor de si agora, deve valorizar a vida que tem agora, deve cuidar bem do corpo que tem agora, deve viver o melhor possível agora e não desperdiçar a vida acreditando em baboseiras religiosas e doutrinárias. Mas, se a reencarnação não for um fato, se realmente só se vive esta vida e quando morrer tudo acaba, então por que desperdiçar a vida? Por que não aproveitá-la bem? Por que ficar dando ouvidos à baboseiras religiosas e doutrinárias?


Anúncios

10 ideias sobre “TUDO BEM, PODEMOS REENCARNAR

  1. Alfredo Fer Rom

    Só especulações…. Ainda julgam as pessoas que sofrem depressão. Em resumo parece que falam o seguinte: ” Por padecer depressão vais ter que pagar com muito sofrimento na outra vida. Os que sofrem merecem isso, Eslavas, Chineses, Nordestinos, paraplégicos, etc”…
    Sabem uma coisa, me lembra os argumentos dos esclavistas….
    Especular por especular, paresiara mais coerente o que se fala em: http://lacosechadealmas.blogspot.com.br/

    Resposta
    1. Anônimo

      Epa! Nordestino? Qual o problema de ser nordestino? Tenho orgulho de ser nordestino! Por que? É então melhor ser. digamos, Carioca e viver numa favela miserável dominada por traficante? Ou será que nas demais regiões do pais não tem pobres e até pessoas passando fome? Que preconceito é este? Somos todos brasileiros e estamos no mesmo barco (que aliás está afundando).

      Resposta
  2. Mársia Máriner

    Apenas para deixar registrado: durante muito tempo, acreditei em reencarnação, mas depois de conhecer as obras de René Guénon e Julius Evola, passei a duvidar sèriamente dessa possibilidade. E mesmo quando eu acreditava em reencarnação, eu não demorei para passar a duvidar de que o processo de reencarnação ocorria exatamente conforme os crédulos diziam ou escreviam. Ou seja, eu não acreditava em karma (ou melhor, naquilo que os ocidentais majoritários entendem por karma) como mecanismo orientador ou regulador da reencarnação, eu acreditava em condicionamentos psico-sociais (criados no plano material e mantidos no plano espiritual) influenciando o destino dos “reincarnandos”, e que também seria possível (embora somente para uma minoria ‘superior’) se libertar dêsses condicionamentos ou crenças-impostas. Em outras palavras, eu não acreditava (e continuo não acreditando) em supostas leis divinas ou leis naturais regulando a reencarnação; para mim, quem desempenhava êsse papel regulador era a própria imbecilidade ou canalhice da humanidade, operando simultâneamente em dois mundos (o material e o espiritual).

    Sinceramente,
    Mársia.

    Resposta
    1. Eduardo LBM Autor do post

      De fato, Mársia, muito do que se diz e se ensina a respeito de reencarnação, é muito mais de caráter doutrinário do que esclarecedor. Faz parte do ‘modus operandi’ do Sistema, inserir sentimentos de culpas e de desvalia nas pessoas e as diversas doutrinas e ensinos sobre reencarnação que por aí existem, fazem isso muito bem.

      Resposta
  3. Luís

    Olá Eduardo, ótimo artigo. O texto reflete também como penso. Fui espírita por mais de 10 anos, e nunca compreendi muito bem, não me entrava na cabeça isso que tu abordaste no texto, essa aparente lógica da Doutrina Espírita (e outras) e isso me afastou do espiritismo há uns 3 anos. Fui criado no catolicismo e hoje não me enquadro em nenhuma religião, apesar de simpatizar com aspectos de várias, incluindo as mencionadas. Então, hoje fujo de rótulos. Presenciei muita arrogância no meio espírita com relação à outras crenças, e de certa forma, um fanatismo exagerado em torno da figura de Kardec, consideram a obra dele a perfeição suprema, infalível, desconsiderando a importância que outras possuem ao redor do mundo. Consideram-se a última revelação.

    Agora, o principal que presenciei em várias ocasiões e que me fez “tapar de nojo”: a fraude em torno de ditas manifestações de espíritos (não digo que não existam manifestações legítimas em alguns casos), mas a grande maioria é fraude, animismo puro (manifestação do inconsciente do próprio médium) para se sentir especial, mais sábio, mais importante, mesmo que não obtenha lucros financeiros, obtém lucros para o seu ego, isso quando não vestem-se de branco para diferenciarem-se dos demais. Presenciei muito isso, onde as pessoas fragilizadas, facilmente sugestionáveis caiam em tais embustes, tomando a tal da água fluidificada. Me decepcionei muito com isso e me afastei. Falo com propriedade, pois estudei todo o pentateuco de Kardec, revista espírita, participei de grupos de estudo e eventos, mas sempre muito crítico e aberto a outros pontos de vista. Mas chegou num ponto que ou você compra briga ou se afasta e segue o seu caminho. Há pessoas sérias (ou seriam ingênuas?) e com bom senso crítico, mas são raríssimas mesmo, e há as aparentemente sérias (que são muitas), mas que são totalmente mistificadas e algumas pôr carregarem um diploma, pretendem dar peso às suas palavras. A imensa maioria tem a cabeça totalmente lavada, ao estilo LBV e o culto exacerbado em torno do Messias Paiva Neto (não tirando o mérito das obras de caridade (????) da LBV) isso dá o que pensar, mas é outro assunto. A arrogância é tanta que dizem no meio, que não há ex-espíritas, e se a pessoa se considera assim, é porque nunca o foi na verdade, ou não compreendeu os ensinamentos…pode isso Arnaldo?

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s