UM PROJETO DE PODER

O sapo na panela

Sei que muitos dos leitores poderão ficar ofendidos com algumas colocações minhas, mas não escrevo neste blog com o objetivo de agradar a esse ou aquele grupo nem a essa ou aquela pessoa em particular. Escrevo para colocar o que penso, escrevo para compartilhar minha visão de mundo com os que possam se interessar ou tirar dela algum proveito. Apesar de minhas fortes colocações neste artigo em particular, continuo sendo totalmente apartidário, até porque, há muito tempo que eu me dei conta de que tomar partido é fazer o jogo do “Sistema” e fazer esse jogo significa ficar contra você, caso você seja do outro partido, Significa também, embora nos digam o contrário, que devemos brigar até a morte, se preciso for, para defender nossas posições, enquanto os que fomentam a nossa discórdia, sequer tem posições. A posição deles é o poder e em estando lá, ditam as regras enquanto nós morremos por elas. Boa leitura.


Marx e os Capitalistas

img18

– Quem idolatra Marx e Lenin e não sabe que Marx foi adotado como modelo referência pelos maiores capitalistas do mundo, incluídos aí, Lehmann Brothers, Perkins, etc, ou nunca estudou de fato a história, ou se recusa a aceitar os fatos, o que caracteriza dissonância cognitiva.

– Quem faz discurso contra o capital e o capitalismo e se recusa a aceitar que é justamente nas ditaduras comunistas que o capital mais prospera, e prospera justamente porque pode contar com amplo acesso ao trabalho escravo e ainda conta com a anuência do Estado, só pode ser alguém muito doente mentalmente, além de ser também um narcisista perverso com tendências suicidas, por querer que se instale no país um regime em que a primeira coisa que ele irá perder é a sua própria liberdade e seu direito à livre iniciativa. Mas o Psicopata narcisista perverso não se importa de perder alguns direitos e liberdades, desde que ele possa ter o imenso prazer de ver o restante da população se foder e se foder bastante. Ele fica feliz com isso.

– Quem defende um partido em detrimento do povo, só pode ser um portador de uma mente doentia, um psicopata, além de ter um sério problema de dissonância cognitiva.

– Quem defende uma ideologia em lugar de defender uma nação, idem.

– Quem defende esses tipos de “programas sociais” que nunca terminam, nunca alcançam resultados, até porquê, o objetivo não é alcançar resultados e tirar pessoas da pobreza e sim, torná-las totalmente dependentes do Estado, tirando assim o incentivo aos que trabalham e produzem e incentivando a “vagabundagem” através de todo o tipo de “bolsas vagabundagem” e de quebra, criar um estoque gigantesco de “votos de cabresto”, só pode ser doente, deve ter problemas mentais seríssimos, além de ser adepto da exploração dos que trabalham e produzem.


“Fora Temer” vai mudar o quê?

collorfotoviagemafricarep

– Quem ainda não se deu conta de que o que estamos presenciando no país é um projeto de poder, um projeto de longo prazo, em que uma meia dúzia de safados, psicopatas, perversos, ladrões, sedentos por poder, vem a longo tempo (desde 1985) aparelhando gradativamente o Estado de forma contínua e quase imperceptível, de modo que a população não percebe o que está acontecendo, pois o sistema funciona igualzinho ao sapo numa panela de água que está sendo aquecida e levada à fervura. O sapo não percebe e quando perceber não terá mais forças de sair e se salvar, será tarde demais.

– Quem ainda não percebeu que faz parte do aparelhamento do Estado, a idiotização contínua e intensa da população, de forma que atualmente já temos cerca de 25 por cento da população com o cérebro lavado nesse esquerdismo estúpido e imbecil, deve ter sérios problemas de dissonância cognitiva. Quem assistiu à votação do impeachment e era dotado de um pouquinho, um pouquinho apenas, de discernimento, deve ter percebido que a razão era de três para um, ou seja de cada quatro pessoas aproximadamente, 1 votou no “Não”. Até aí, nada demais, isso é a democracia. Mas o que ficou claro, bem claro nesse dia, é que os psicopatas que votaram no “Não”, em sua grande maioria, o fizeram defendendo um partido, uma ideologia, e não defendendo o país, o povo ou a democracia. Os psicopatas vieram todos ou vestidos de vermelho ou ostentando um bottom ou uma bandeira vermelha, ou a famigerada bandeira do comunismo e seu discurso era apenas um: “Não haverá golpe”. Fazia parte do discurso dos psicopatas também, a menção aos 54 milhões de votos, como se de fato, o eleitor brasileiro tivesse votado e elegido a dita cuja, em urnas fraudadas, previamente programadas (aparelhamento do Estado, lembra?), e ainda com a contagem dos votos sendo feita à portas fechadas e o que é pior: por um magistrado do STF (aparelhamento do Estado, lembra?) Aí, vem outro magistrado do STF e diz que quem questionar a lisura da apuração dos votos e das urnas eletrônicas, será imediatamente tornado réu e responderá por “litigância de má fé (aparelhamento do Estado, lembra?). Eliminar toda e qualquer possibilidade de recurso ou contestação por parte das pessoas de bem, faz parte do aparelhamento.  

–  Aí vem um abostado e pergunta: “Mas se é um projeto de poder, se a intenção é tomar o poder, por que já não o fizeram? Simples: uma tomada de poder de um momento para outro caracteriza um golpe e isso atrairia todas as atenções da comunidade internacional que de imediato aplicaria sanções. Já a técnica da gradação, é muito mais eficiente, não gera alarde, não gera notícias, ninguém percebe, nem mesmo a comunidade internacional. Quando perceberem a situação no país estará de tal forma instalada, que não será possível à comunidade internacional tomar nenhuma medida ou sanção. Além disso, quando se trata de golpe, eles detém o monopólio bem como a exclusividade, mas como todo bom psicopata, que fez escola com Maquiavel, eles usam e abusam da máxima maquiavélica:

Chame-os daquilo que você é – Acuse-os daquilo que você faz.


Psicopatas em ação. 

– Quem queima a bandeira do Brasil em um ato de protesto, ao mesmo tempo em que hasteia bandeiras vermelhas do comunismo, tem o quê na cabeça? Merda? Bosta? Fezes? Ou será que é oca?.

– Quem faz baderna e depreda o patrimônio público e privado, queima pneus, bloqueia o caminho e tira dos outros o direito de ir e vir, e tem a cara de pau de chamar isso “manifestação pacífica” e tem a cara de pau maior ainda de dizer que isso é democracia, só pode ser doente, realmente muito doente, assim como doentes também o são, aqueles que defendem esse tipo de coisa.

– E agora que o Estado está sendo gradativamente desaparelhado, os psicopatas reclamam, e ficam proferindo frases de ordem do tipo “Fora Temer”, como se tirar o Temer fosse reverter a situação em favor deles. Mas o que os psicopatas mais sabem fazer, é se fazer de vítimas. Essa é uma característica inerente a eles. E ainda haverá, por parte destes, muito choro e ranger de dentes.

O fato é que estamos ainda dependendo de pessoas com ficha suja para nos salvar da ameaça do Comunismo, e mantê-lo afastado de nosso território, bem como preservar as cores da nossa bandeira, mas a vez dessas pessoas também chegará.

Anúncios

5 ideias sobre “UM PROJETO DE PODER

  1. Eduardo LBM Autor do post

    Comentário feito por @atauezerbinatti, lá no site OVNIHOJE.COM, no qual eu sou moderador. Obviamente o comentário ficou retido na moderação por conter palavras de baixo calão, mas quando fui verificar quem era o user, ele já havia excluído seu perfil. Atitude típica de um psicopata: Ele vem, lhe fala um monte de desaforos, e sai rapidamente, evitando assim que você possa se defender, ou no mínimo, contra argumentar. Também é característica inerente aos psicopatas serem sempre os primeiros a ficarem “ofendidinhos”. Note bem, caro leitor, não estou dizendo que o cara é um psicopata, estou apenas descrevendo como é o “modus operandi” de um. Infelizmente, o cara se encaixa perfeitamente no perfil e no “modus operandi”.

    Psicopatas odeiam argumentar, isso não é próprio deles. Eles gostam mesmo é de vencer pela força, pelo abuso moral, pelos insultos, pelas ameaças, e quando isso não é possível, tentam desqualificar ou até mesmo humilhar ou constranger você diante de terceiros. Por que ele não colocou o comentário dele aqui? Simples, porque aqui não tem público. Interessante é a lógica usada por eles para justificarem seus atos.
    – “Foder com a vida dos outros, impedindo-os de irem e virem, é uma forma diferente de pensar expressar opinião e precisa ser respeitada.”
    – “Depredar patrimônio público é uma forma diferente de pensar ou expressar opinião, e precisa ser respeitada.”
    – “Aparelhar o Estado para uma tomada gradativa de poder, é uma forma diferente de pensar e expressar opinião, e precisa ser respeitada.”

    Então, aqui está o comentário dele, na íntegra.

    @Eduardo LBM

    Quanta bosta em cara,você escreve sem respeito algum a opinião alheia. Chamar de psicopata e retardado as pessoas que pensam de maneira diferente de você só tira a credibilidade do seu texto.

    Mesmo achando que esse site não é lugar para expressar opinião política, discussões bem educadas são sempre bem vindas. meu problema foi o modo ofensivo como o texto foi redigido.
    Vergonha para o ovni hoje ter um moderador como você e vergonha para o Neme por permitir voce fazer propaganda desse seu texto preconceituoso e ofensivo.

    Resposta
  2. paleoseti

    Olá EDU, só para complementar essa resumida e excelente análise desse projeto de poder:
    Faltou citar algumas bandeiras (hipócritas) defendidas por esquerdistas míopes e cujo os defensores serão os primeiros a serem perseguidos, após a implantação da ditadura comunista:
    Liberação das drogas, direitos humanos, homossexualismo, etc…

    Resposta
  3. Anônimo

    PQP: Ver um gay vestindo camiseta de Chê é a mesma coisa que ver um judeu tatuado com uma suástica, kkkkkkkkk….

    Infelizmente é a educação (ou antes falta dela) que se tem nas escolas ideológicas atuais… Bem diferente da que recebíamos na época dos governos militares…

    Resposta
  4. Roberto Felix Correia

    PQP: Ver um gay vestindo camiseta de Chê é a mesma coisa que ver um judeu tatuado com uma suástica, kkkkkkkkk….

    Infelizmente é a educação (ou antes falta dela) que se tem nas escolas ideológicas atuais… Bem diferente da que recebíamos na época dos governos militares…

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s