Arquivo mensal: fevereiro 2018

POVO ALIENADO, POVO FELIZ

YURI BEZMENOV

Não vou descrever quem é Yuri Bezmenov, pois há farto material na Internet sobre ele, em língua portuguesa inclusive, basta usar o Google e o YouTube. Os quatro primeiros parágrafos deste artigo, são uma transcrição da fala dele em uma entrevista de 1984, em que ele descreve como alguns líderes religiosos (charlatães) contribuem de forma brilhante para a disseminação da propaganda Leninista-Marxista e a desmoralização de países alvo do comunismo. Veja no vídeo abaixo, a partir de 52:00 até 54:15. Recomendo assistir ao vídeo completo, é muitíssimo instrutivo e esclarecedor. O vídeo abaixo é um pacote completo, contém uma entrevista levada ao ar em 1984, uma palestra ministrada em Los Angeles em 1983, um anexo da palestra que dura poucos minutos mas contém informações relevantes e, no final, um vídeo de poucos minutos de trechos da palestra de 1983 adaptados e comparados à realidade brasileira dos últimos 30 anos. 

Importante: Apesar de eu citar por várias vezes a extinta KGB no meu texto, é importante observar que sim, ela pode até estar extinta como organização, mas as ideias e os ideais de disseminação do comunismo através da propaganda Marxista-Leninista continuam fortes e firmes e seus campos de atuação estendem-se ao mundo todo. Nenhum país do mundo está livre ou isento dessa contaminação nojenta, doentia, que ao se infiltrar no país, corrói, corrompe, destrói, desmoraliza, desestabiliza, deixando o país alvo literalmente de joelhos, sem valores morais, sem valores culturais, sem valores intelectuais, sem valores humanos, sem valores econômicos, enfim, um lixo total. 



Meditação e alienação

A KGB estava até curiosa sobre este senhor, e ele pode até parecer inocente: Maharish Mahesh Yogi, um grande líder espiritual ou talvez um grande charlatão e pilantra, dependendo de qual lado você olha para ele. Os Beatles foram treinados em seu Ashram em Haridwar na Índia sobre como meditar. Mia Farrow e outros idiotas úteis de Hollywood visitaram sua escola e voltaram aos EUA absolutamente alucinados com maconha, haxixe e ideias malucas sobre Meditação. Meditar, em outras palavras, era se isolar dos assuntos sociais e políticos atuais de seu próprio país, entrar em sua própria bolha, esquecer os problemas do mundo.


Obviamente, a KGB estava muito interessada e fascinada com uma escola tão linda. Um ótimo centro de lavagem cerebral para ocidentais estúpidos. Eu (Yuri Bezmenov) fui enviado pela KGB para checar que tipos de VIPs ocidentais frequentavam a escola. Minha função era descobrir que tipo de gente vinda do ocidente frequenta essa escola. E descobrimos que sim, há alguns membros de famílias influentes fazedoras de opinião pública dos EUA e outros países do ocidente, que depois voltavam aos seus países com histórias malucas de filosofia indiana. Os próprios indianos os enxergavam como idiotas – idiotas úteis. Isso sem falar da KGB que os enxergava como gente extremamente ingênua e desorientada. Obviamente, um VIP, digamos a esposa de um deputado ou personalidade proeminente de Hollywood, depois de ser treinada naquela escola, é muito mais instrumental nas mãos de manipuladores de opinião pública e da KGB do que uma pessoa normal, que enxerga através desse charlatanismo, desse tipo de treinamento religioso fajuto e não cai nessa esparrela.


E por que essas pessoas são mais suscetíveis à manipulação? Porque uma pessoa que está muito envolvida em meditação introspectiva, se você ver cuidadosamente o que Maharish Mahesh Yogi está ensinando para os ocidentais… a maioria dos problemas, a maioria dos assuntos problemáticos do dia a dia podem ser simplesmente resolvidos… meditando?!! Não balance o barco, não se envolva, apenas sente-se e olhe para o seu umbigo e medite. E as coisas, por alguma lógica estranha, por vibrações cósmicas, vão se assentar sozinhas! Isso é exatamente o que a propaganda Leninista/Marxista quer dos ocidentais: distrair sua opinião, sua atenção, sua energia mental dos assuntos reais de seu país. Que as pessoas mergulhem num Mundo irreal, em assuntos irreais, em uma harmonia inexistente.


Obviamente, é mais benéfico para propaganda Leninista-Marxista ter um bando de ocidentais abestalhados, do que pessoas que são autoconscientes, mentalmente saudáveis, em boa forma física e alertas à realidade. Maharish Mahesh Yogi nem mesmo está na folha de pagamento da KGB, mas sabendo ele ou não, ele contribuiu muito para a desmoralização da sociedade americana, brasileira ou de qualquer outro país ocidental. Ele não é o único. Há centenas desses gurus que vem para o ocidente para faturar em cima da ingenuidade e estupidez dos cidadãos desses países. É uma moda… É moda meditar, é moda não se envolver, é moda pensar que está dentro de uma bolha e imune aos problemas da sociedade ou do país. Ora, se a KGB estava tão curiosa, se pagaram até minha viagem para Haridwar, se me designaram para aquela estranha missão, obviamente eles estavam muito fascinados. Eles estavam convencidos de que esse tipo de lavagem cerebral é muito eficiente e instrumental na desmoralização do ocidente.


Alienação evangélica

Enquanto o sujeito deveria estar preocupado com a situação e com os problemas de sua cidade, de seu estado, de sua país, não! O sujeito, perfeito imbecil de cérebro lavado, fica fazendo discurso e sabe de cor e salteado todas as agruras por que passaram as pessoas do Povo de Israel muitos séculos antes de nossa era. Mas não está nem aí para o que acontece em seu próprio país, afinal, segundo ele, deus está no comando. Ele não vive em Israel, nem mesmo vive naqueles idos tempos, mas está mais preocupado com a problemática do Povo de Israel do que com seu próprio povo, seu próprio país. E enquanto ele espera em deus, os agentes da subversão estão agindo, afinal eles nem mesmo acreditam em deus, mas sabem muito bem (foram treinados para isso) que esse deus é um excelente instrumento para que levem adiante sua agenda subversiva. É a lavagem cerebral religiosa, tão eficiente que deixa os agentes da propaganda Leninista-Marxista com inveja, mas ao mesmo tempo felizes, pois é exatamente isso que eles querem: que as pessoas se situem mentalmente, emocionalmente, intelectualmente e até espiritualmente bem longe de sua realidade imediata, ou seja, bem longe de seu país e dos problemas que o afligem. Assim fica fácil tomar um país, de dentro para fora, numa invasão silenciosa, que acontece de forma imperceptível.


Os principais pastores evangélicos da atualidade, nem mesmo estão na folha de pagamento da KGB, e nem precisam, afinal, eles ganham muito dinheiro ludibriando seus próprios idiotas úteis, que de livre e espontânea vontade entregam-lhes por vezes, vultuosas somas em dinheiro, propriedades, imóveis e outros bens. Sabendo ou não, esses pastores estão contribuindo grandemente para a agenda da KGB, ou da propaganda Marxista-Leninista. Mesmo os pastores honestos, que ministram em denominações mais tradicionais (não vou citar nomes para não ferir susceptibilidades), sem o saber, estão contribuindo para a alienação e indiretamente com a subversão, isso porque a narrativa de seus cultos conduz as pessoas (e as convence) a não se envolver com os problemas mundanos, a se entregar a alguma divindade e deixar que essa divindade traga a solução para os problemas.


Alienação Espírita

Tenho visto ao logo da vida, o quanto as pessoas religiosas fazem questão de se manterem afastadas da realidade imediata e dos problemas mundanos, sob a alegação de que “são problemas mundanos” e, portanto, não são coisas de deus! Excelente! E os espíritas então! Ficam focados “verdadeira vida que é a vida espiritual”, mas que só poderão gozá-la após a morte física, e enquanto estão aqui, esses completos alienados, não dão a mínima para o que se passa à volta deles. Aliás, todo e qualquer problema ou dificuldade por que estejam passando, fruto obviamente de toda essa tática de subversão que vai corroendo e destruindo o país aos poucos mas de forma inexorável, é tida pelos espíritas como “carma” ou como consequências de ações em vidas anteriores e, portanto, muito pouco ou quase nada pode ser feito. Aliás, é melhor nem mesmo se envolver com nada disso, já que após a morte poderão ir viver a tão sonhada “vida espiritual” num paraíso que está sempre num lugar e num tempo distante, muito distante da realidade.


Alienação Nova Era

A coisa mais estúpida que eu já ouvi de pessoas ditas “espiritualizadas” é que pessoas espiritualizadas não pegam em armas, seja porque motivo for. Pessoas espiritualizadas (diga-se doutrinadas, domesticadas) por essas religiões do tipo nova era e algumas filosofias tipo Gnosis, Logosofia e outras, são fortemente encorajadas a extirpar de seus sistemas emocionais  a ira, a raiva, a revolta, enfim, toda e qualquer emoção que possa ser resultante da indignação. Ora, bolas, se a pessoa torna-se incapaz de se indignar, de sentir raiva, de sentir revolta, então ela está exatamente do jeito que os agentes da subversão as querem: verdadeiros cordeirinhos mansinhos, incapazes até mesmo de se defender.


Os agentes da subversão ficam felizes com esses tipos de atitudes acima descritas, isso lhes poupa um monte de trabalho e, enquanto os cidadãos alienados ficam focados fora da realidade, eles trabalham! E trabalham 24 horas por dia, 7 dias por semana sem descanso, afinal eles tem uma agenda a cumprir que é a de desmoralizar e desestabilizar o país onde você vive, mergulhando-o numa crise moral e institucional sem precedentes, transformando-o a cada dia num lugar cada vez pior para se viver, e quando você finalmente se acordar para a realidade, será tarde demais, o inferno já estará instalado e você será mero escravo nele! Continue assim, continue vivendo totalmente desconectado da realidade. E depois, pague o preço, que é a sua liberdade e a sua dignidade.

O propósito final do comunismo, não é o de vender coisa alguma, muito menos ideologia (embora a ideologia seja uma ferramenta necessária ao processo), mas sim destruir a civilização na qual a riqueza e a liberdade se baseiam e substitui-la pelo sistema de controle total da vida dos seres humanos. Um sistema de exploração total, esse é o objetivo final.  



Alienação tecnológica

Acho que esse tipo de alienação nem precisa ser comentado, não é mesmo? A imagem fala por si. Incluso aí está a alienação midiática e toda a sorte de lixo cultural que é disseminado por esse meio de comunicação com programas do tipo Big Bosta Brasil, novelas, shows de babaquices dominicais, telejornais e etc. Mas isso não entra no escopo deste artigo, já que a mídia de massas é e sempre foi uma importante ferramenta da disseminação da propaganda Marxista-Leninista. Filósofos e palestrantes como Pondé, Karnal e Cortella são utilizados com maestria pela mídia para esse fim. E você aí achando que os caras são o máximo! Artistas e cantores que são o supra-sumo da babaquice e verdadeiros lixos culturais. É melhor não escrever mais nada…


ATUALIZAÇÃO 13/02/2018 – CONFIRMANDO A ALIENAÇÃO

Retirado de uma postagem recente no Facebook. Não me lembro quem, exatamente, fez essa postagem. Se foi você, manifeste-se nos comentários abaixo.


Quem, eu?

O Instituto londrino Ipsos constatou em 2017 que os brasileiros são o segundo país do mundo em falta de percepção da realidade. A pesquisa foi feita em 38 países e Brasil só ficou atrás da Africa do Sul no quesito alienação. Sobre questões simples, por exemplo, como a quantidade de brasileiros conectados ao Facebook, a crença é a de que 83% estejam plugados na rede de Zuckerberg. Na realidade, são 47%. O mais notório é a falta de aprofundamento em questões sociais. Há quem possa discordar, mas não há como negar que a falta de leitura, ausência de interesse em qualquer coisa que não signifique o próprio conforto imediato ou a existência desde sempre de uma imprensa comprometida contribuem em muito para essa realidade.

No eco e na ressaca de oito anos de governo de um semianalfabeto oportunista e de mais cinco de uma maluca incompetente, existe uma legião de brasileiros que se orgulha em evitar conversas e a simples discussão sobre política ou questões sociais, se mantendo felizes e faceiros à parte. São os repetidores de um velho refrão: nada vai mudar, portanto para que perder tempo discutindo?

Para quem discorda, que observe o carnaval do povo feliz. Brasileiros estão aparentemente se lixando para os impostos extorsivos que pagam, para o quanto sai de seus bolsos diariamente para pagar privilégio de bandidos, ou para quantas pessoas morrem diariamente em filas de hospitais públicos. Isso não importa, está numa região nebulosa longe de sua vida e de seu alcance. O que importa realmente é carnaval, futebol, Big Bosta Brasil, cerveja e de vez em quando sexo divertido. De braços dados com a Africa do Sul -tem carnaval lá?- somos um exemplo para o mundo. O exemplo de que, afinal, a ignorância traz consigo a felicidade.

Quem quiser verificar e confirmar os resultados da pesquisa do instituto Ipsos, segue o link do artigo original.

https://www.ipsos.com/ipsos-mori/en-uk/perils-perception-2017


.

Anúncios